Pesquisa

A carregar...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Artigo de Opinião: Primark, roupa barata conceito vencedor!

Primark, gigante irlandês do vestuário, chegou este ano a Portugal. A sua primeira loja no Centro Comercial Dolce Vita Tejo é, de facto, uma experiência que recomendo a todos aqueles que como eu são fãs de pessoas.

Esta cadeia leva tanto a sério o conceito low-price que, em anos difíceis como este, abre uma loja enorme no enorme CC Dolce Vita. Desafio quem por lá passar a parar alguns minutos para observar o comportamento daqueles que farejam as melhores pechinchas, os grandes negócios, e rapidamente se vai perceber que não é fácil definir exactamente quem é o consumidor Primark.

A minha primeira sensação ao entrar naquele espaço foi a mesma que teria se tivesse chegado a uma qualquer feira ou mercado; imensa gente, roupa por todos os lados, muito barulho e uma mistura de cores, modelos, tecidos,modas…

O layout não é mesmo o ponto forte da Primark mas, se no início tudo aquilo me parecia saído de uma feira onde nem sequer conseguia chegar perto de alguma coisa e calmamente iniciar um processo de compra, rapidamente percebi que é, de facto, um grande conceito e que as roupas e acessórios que a loja coloca ao dispor dos seus clientes vão ao encontro daquilo que eles realmente procuram.

Afinal, o cliente não tem de deixar o seu salário na loja para sair bem vestido e, dentro dos padrões qualidade/preço claro, consegue solucionar grande parte dos seus problemas de vestuário. O que é facto é que uma franja cada vez maior de consumidores está à procura de soluções económicas que libertem dinheiro para investir naquilo que realmente lhe interessa.

O que realmente importa quando alguns fabricantes não parecem estar atentos ao mercado e continuam cegamente a poluir o mercado com preços que não justificam a recompensa do bem em si? A Primark está certamente a ganhar com isso...

Sem comentários: